loading...

Descubra quais são os países mais empáticos do planeta

loading...

A empatia, como você sabe, é a capacidade de se colocar no lugar de alguém com o intuito de imaginar como seria vivenciar uma experiência desagradável enfrentada por essa pessoa. É ela quem nos faz chorar durante um filme triste, por exemplo, nos sensibilizarmos com os dramas alheios e querer ajudar o próximo e, portanto, está fortemente associada ao altruísmo.

Pois, de acordo com Bec Crew, do portal Science Alert, um estudo revelou quais são os países mais empáticos do mundo, e o resultado pode surpreender você! Segundo Bec, a pesquisa foi conduzida com 104.365 adultos de 63 nações diferentes — que responderam a questionários online focados em revelar as relações entre a empatia e alguns aspectos de personalidade e comportamentos pró-sociais, como fazer voluntariado e caridade, por exemplo.

Ranking

O levantamento apontou que o Equador é o país mais empático do mundo, seguido pela Arábia Saudita e pelo Peru. A Dinamarca ficou em quarto lugar, os Emirados Árabes em quinto, e a Coreia do Sul em sexto. Depois, vieram os EUA, em sétimo, Taiwan em oitavo, a Costa Rica em nono e, em décimo lugar no ranking, o Kuwait.

Já entre os países menos empáticos do planeta, quem levou o título foi a Lituânia, seguida de perto por Venezuela, Estônia, Polônia e Bulgária. Aliás, segundo o estudo, sete das 10 nações menos empáticas se encontram no leste europeu. O Brasil, como você pode conferir no mapa a seguir — onde as cores mais fortes correspondem aos maiores índices de empatia —, não se saiu muito bem no ranking, não! Veja:

países mais empáticos do planeta


Clique na imagem para ver em uma verão ampliada

Levantamento

Para chegar aos resultados acima, os pesquisadores perguntaram aos participantes no estudo coisas como a frequência com que eles sentiam afeto ou preocupação com relação a pessoas menos afortunadas, o quão felizes eles se sentiam com suas próprias vidas, e a periodicidade com que eles faziam doações, ajudavam estranhos ou participavam de ações voluntárias.

A análise das respostas, além de permitir a criação do ranking, apontou que os países mais empáticos apresentam os maiores índices de afabilidade, espírito coletivo, autoestima, bem-estar subjetivo e consciência social. Uma revelação surpreendente, no entanto, foi o fato de três nações do Oriente Médio — região frequentemente associada com conflitos armados — terem ficado entre as 10 mais empáticas do mundo. Apesar de essa parte do mundo ter sido abalada por embates regionais e sofrido com questões como corrupção, desigualdade econômica e de gênero — o que significa que ela deveria ser menos empática —, os pesquisadores suspeitam que os participantes que responderam aos questionários não conseguiram diferenciar se eles sentiam mais empatia por pessoas de seus próprios países ou por estrangeiros.

Os pesquisadores explicaram que o estudo está longe de ser a maior avaliação das diferenças culturais relacionadas com a empatia e é apenas um retrato do que ela representa neste momento. Contudo, ele “permite entender melhor como determinadas características psicológicas variam entre as diferentes culturas e como elas podem se manifestar em indicadores mais amplos de comportamento pró-social”.

Via: MegaCurioso

loading...